Rendez-vous nos Castelos do Loire

  • © C. Mouton - CRT Centre

  • © P. Bousseaud - CRT Centre

  • © JD Billaud - Nautilus Nantes

  • © JP Klein - Mission Val de Loire

  • © C. Mouton - CRT Centre

Rendez-vous nos Castelos do Loire Chaumont-sur-Loire fr

Os Castelos do Loire fazem parte da Lista do Património Mundial da Unesco graças à sua beleza e riqueza histórica.


São cerca de 50 e vão de certeza proporcionar-lhe uma viagem na história...de França!

 

Reis, artistas e autores famosos têm sucumbido à magia do Loire e feita desta região, a sua casa, perceba porquê...

 

Os Castelos do Vale do Loire, uma herança extraordinária

Descubra maior de todos os Castelos do Loire, o Castelo de Chambord. Trata-se do maior  palácio do Vale do Rio Loire. Foi construído como pavilhão de caça para Francisco I de França, sendo que este manteve a sua residência no Château de Blois e no Château d'Amboise. Se o visitar aguarde pela noite para assistir aos espetáculos de luz na fachada principal do Castelo.

 

Se gosta das histórias do Hergé e do Castelo do Tintin (o ficcional castelo de Moulinsart) não se deixe enganar: qualquer semelhança com o Castelo de Cheverny não é coincidência! Hergé inspirou-se mesmo neste último para a criação do Castelo do seu herói!

Castelo de Chaumont-sur-Loire e a sua envolvente oferece uma das mais belas vistas panorâmicas sobre o "Rio Real".

 

Faça uma visita ao Castelo de Valençay e perca-se no maior labirinto em França!

 

No Castelo de Amboise que data de 1495 sente-se a pulsão Renascentista. Mas também outra coisa não é de esperar dado que este foi o local onde trabalharam artistas trazidos de Itália por Carlos VIII e Luís XII. O próprio Leonardo Da Vinci terá passado os seus últimos dias no solar de Clos Lucé. Consta que o Castelo e o solar têm uma passagem subterrânea que dista 500 metros de forma a que o soberano pudesse visitar o artista quando lhe apetecesse e com a devida descrição. Nos jardins que circundam o Palácio e o solar é possível ver obras de Leonardo Da Vinci expostas em árvores e nos percursos circundantes! 

 

A não perder!

 

O Castelo de Blois, por exemplo, constitui uma montra de vários estilos. Além de residência de vários Reis foi também o local onde Joana D'arc foi condecorada pelo Arcebispo de Reims, antes desta partir com o seu batalhão para combater os ingleses em Orleães.

Se passar pelo Castelo de Azay-le- Rideau poderá ver que este é bem mais pequeno do que os anteriores sendo um exemplo rico no que respeita ao renascimento Francês. Foi construído numa pequena ilha, situada no Rio Indre, o que lhe confere uma certa aura de mistério através dos seus magnifícos reflexos na água! 

 

O Castelo de Chenoceau foi construído em 1513 e é considerado um dos mais belos palácios do Renascimento Francês.

Ganhou o cognome de Castelo das Damas pois construído a pedido de Katherine Briçonnet, embelezado por Diana de Poitiers e Catarina de Médicis. Foi ainda protegido das convulsões da Revolução Francesa por Madame Dupin. Estas mulheres acabaram por imprimir ao castelo esta essência feminina e intocável que lhe conferiu o estatuto de um dos mais belos intocados palácios da história de França.

 

Existem inúmeros percursos possíveis e várias forma para o fazer! 

A pé, de bicicleta ou de barco à medida que percorrer os intrincados caminhos verdejantes vai de certeza encontrar tesouros perdidos no tempo e imaculados, nesta região que é conhecida pela sua (boa) preservação.

 

Sobrevoar o Loire de Balão

Pode fazer este percurso de helicóptero mas também de balão, assim... à boa maneira de Jules Vernes!

O percurso demora cerca de uma hora e são visitas conjuntas para 10 pessoas!

Divirta-se!

 

Related videos

 
 

Sponsored videos