Atividades na montanha francesa

  • © ATOUT FRANCE/Jean François Tripelon-Jarry

Atividades na montanha francesa Courchevel fr

Com a chegada da neve, o mundo da montanha prepara-se para acolher os esquiadores nas melhores condições.

Esta longa lista de atividades não pretende de forma alguma ser exaustiva. Sem limites para a imaginação neste campo. Para aqueles que procuram a novidade ou o insólito, é recomendável espereitar para a lista seguinte, não obedecendo a qualquer ordem de prioridade: o snow-kite (esquis ou surf rebocado por um kite surf), snake-gliss (composto por vários pequenos trenós) ou até mesmo o snow-skate (prancha sobrelevada).

O ski alpino

Representa o centro da acção. É muito bom nas pistas apisonadas para realizar tranquilas descidas ou, inversamente, para lançar-se a toda velocidade.

Os esquis parabólicos cuja forma estreita é inspirada pelo surf, permitem obter melhores sensações nas curvas. Os esquis free ride tendem a ser mais adaptados ao esqui fora de pistas e ao snow board. Ser um bom esquiador capaz de esquiar em todos os tipos de neve é difícil. Felizmente, pode dominar a técnica muito rápidamente nas pistas fáceis, o que não é mau para começar.

Um pouco de história

Apesar do ski ser, inegavelmente, uma das grandes conquistas do homem, sabe onde e quando nasceu o ski? Na verdade, a origem é incerta. Parece que os povos primitivos do norte da Europa e da Ásia descobriram o uso de esquis muito antes da roda. Durante muito tempo, o ski foi exclusivo para os países nórdicos, entre os quais era um meio de transporte, não um desporto. A palavra "ski" tem uma origem norueguesa. O norueguês Nansen Frijtof atravessou a Gronelândia com esquis em 1892/1893 e causou o desenvolvimento e o entusiasmo para esta disciplina. Este foi o ponto de partida do ski moderno.

O telemark

Essa técnica ancestral avança com o tempo e fez um buraco no círculo de moda dos novos deslizos. Trata-se de uma prática de esqui de descoberta em que velocidade não é necessariamente a norma, um ski que tornou-se parte da história e que nos leva para as origens da disciplina. Esta é ainda uma modalidade para todos aqueles que gostam da pureza das suas linhas, da amplitude de movimentos e da beleza do gesto. Em suma, uma arte que cada vez ganha mais adeptos.

O snowpark / border cross

É um percurso de cerca de 500 metros, bastante estreitos, semelhantes a uma pista de Motocross, com curvas pronunciadas e montes. Geralmente participa-se em grupos de 4 pessoas e quem chega primeiro é o vencedor. Nem sempre é fácil lançar-se a fundo, mas as sensações fortes estão garantidas.

O snowboard (o surf da neve)

Apareceu na década de 1980, já que o surf permite experimentar sensações extraordinárias. Quem não sentiu o prazer de uma incrível descida sobre neve fresca nunca pode entender como nasceu a paixão pelo surf. Todos aqueles que a praticam concordam em dizer que a sensação de deslizamento é incrivelmente fabulosa. Mesmo se nunca esquiou antes, não hesite em iniciar com o surf uma vez que, ao contrário de uma idéia bastante difundida, o surf é mais fácil do que esquiar, porque exige muito menos técnica.

O snowblade

Trata-se de esquis curtos e, portanto, muito maneáveis, para uma aprendizagem muito fácil. Pode passar por todo o lado e é muito divertido. Rodando muito facilmente, chegando aos 360°, pode praticar slalom entre o abetos. O outro lado da moeda é que é menos estável que os esquis e não se destina à velocidade. No entanto, vale a pena experimentá-lo, especialmente para iniciantes muito recentes.

O ski fora de pistas

Sinônimo de liberdade e de absoluto prazer. O ski fora de pistas representa, sem dúvida, a quintessência das actividades e dos desportos de deslizo. Sua prática está associada a grandes espaços, as extensões de neve imaculada e aos campos de neve fresca. Longe das pistas abarrotadas, da multidão e do ruído, vai viver momentos de pura alegria e de emoção intensa. Descubra também esta prática de ski e deixe-se levar por um irresistível sensação de total liberdade. Bem-vindos ao clube!

Atenção! a prática desta modalidade não é isenta de riscos (avalanches, quedas). É recomendável ter o apoio de um guia profissional.

O heliski

Para aqueles que querem deixar os domínios esquiáveis e dos fora-de pistas de proximidade. Ganhe altitude e campo. Aqui há mais espaço, menos pessoas, cada um deixando sua marca numa neve de qualidade: o melhor do deslizo. Espetaculares voos com aterragens em alta montanha, incluindo nos glaciares na primavera ou no Verão, descidas sem fim, itinerários virgens. Tudo é possível e em pouco tempo terá a impressão de que a montanha é sua. Mas cuidado, é viciante!

O ski de caminhadas

Longe de ser uma atividade marginal, milhares de amadores praticam diariamente o ski de caminhadas nos maciços franceses experimentando um prazer muito especial. Esta atividade está ao alcance de qualquer pessoa que tenha um mínimo de técnica de ski e que gosta do esforço. Como com a bicicleta, a idade não é um fator limitante e não é raro encontrar pessoas idosas em ação, apesar do peso dos anos... Esta atividade combina os prazeres de uma subida lenta, contemplativa, longe do equipamento das estâncias, com o deslizo no meio de uma natureza protegida.

O surf de caminhadas

Inspirado pelo ski de caminhadas, o surf de caminhadas consiste em subir a pé, com raquetes de neve e com a prancha de surf atrás das costas, até chegar ao lugar escolhido, onde a neve espera que o surfista deixe a sua marca. O surf de caminhadas permite certamente agradáveis passeios combinados com longas descidas. Mas cuidado, é necessário ter uma boa condição física para ser capaz de subir.

As raquetes

Longe das pistas de ski e da sua agitação, recupere forças e descubra a montanha no inverno. Com passo calmo e suave, pode seguir o rastro oscilante de uma lebre em busca de alimento, ou terá talvez a sorte de poder assistir ao espetáculo de um íbex pacificamente ocupado em comer. As raquetes permitem arriscar-se fora dos trilhos e deixar o seu rastro no sub-bosque e campos de neve virgem. Atividade familiar por excelência, a raquete atrai cada vez mais seguidores seduzidos pela ideia de redescobrir os prazeres e benefícios da caminhada, combinado com o aspecto lúdico da raquete.

Passeios de trenó puxado por cães

Actualmente em pleno desenvolvimento, os passeios de trenó puxado por cães, trazem de volto o prazer pelo meio de transporte que está entre os mais antigos nas regiões árticas. Os trenós são facilmente adaptados para os grandes espaços, tão abundantes nos nossos maciços. Descubra novas sensações de contato com incríveis cães huskies. Um momento de desconexão total!

Como vê, a montanha oferece infinitas possibilidades!

Related videos

 
 

Sponsored videos