As "ferias" francesas

  • © © ATOUT FRANCE/Catherine Bibollet

As "ferias" francesas Nîmes; Arles; Béziers fr

 

Olé... e que a festa começa!

 

Para a história

Em França, os primeiros indícios de jogos taurinos aparecem no século XV em Arles, para se desenvolverem realmente no século XIX com as corridas de touros da Camarga ou de Landes (concurso de desvios e de saltos frente ao animal, sem morte), e as touradas clássicas (com o matador e sua capa vermelha, a muleta).

Desde sempre, as "ferias" são acompanhadas de festas nas aldeias, em que são valorizados os costumes e a gastronomia do região. A tauromaquia responde à regras e à uma linguagem específica: fala-se de cartel para designar o grupo de toureiros que oferecem o espectáculo, de novilladas para corridas de jovens touros e de futuros matadores. Saiba também que uma temporada define uma estação de touradas.

As "ferias" do Sudeste

As corridas e festas da Camarga estendem-se da Provença a região de Languedoc-Roussillon. Começam em Fevereiro na baixa histórica de Nîmes com três dias de festividades nas arenas romanas que datam do ano 27 Antes de Cristo.

Continuam durante uma semana em Junho e, em seguida, encerram em meados de Setembro com a "Feria das Vindimas". Com uma dezena de touradas durante o ano, trata-se de uma das mais prestigiosas da França.

Em Arles, cidade que acolheu o pintor Vincent Van Gogh, têm lugar, em meados de Abril e em Setembro, touradas em arenas que datam do século I, frente a mais de 14.000 espectadores.

A 15 de Agosto, Béziers vive ao ritmo das arenas do Planalto de Valras durante cinco dias. Assiste-se a touradas a cavalo. Mais a norte, ao longo das Cévennes, Alès festeja a tauromaquia com a "Feria da Ascensão" no final de maio. Único local de touradas a leste do Ródano, Fréjus recebe, desde 1905, os aficionados em seu anfiteatro romano para o 14 de Julho e 15 de Agosto.

As ferias do Sudoeste

Entre praias de surf e grandes florestas, os Pirenéus-Atlânticos, Gers e Landes multiplicam durante todo o verão festas sem fim.

A de Dax a mais concorrida com cerca de 600.000 visitantes numa semana, tem lugar por volta de 15 de Agosto com uma sucessão de concertos de bandas, de desfiles em vermelho e branco e de fogos-de-artifício. De Julho a Setembro, as arenas de Bayonne, com 150 anos de tradição taurina, acolhem touradas clássicas, portuguesas (sem touros de morte) e de rejones (a cavalo). Surpresa e boa disposição estão presentes à noite durante as noitadas!

Mais para o interior, Mont-de-Marsan inflama-se com a Festa da Madalena por volta de final de Julho, durante 6 dias. No mesmo espírito, na mesma altura mas muito mais recentes, as festividades de Saint-Vincent de Tyrosse e a sua tourada são muito apreciadas. Por sua vez, a pequena aldeia de Vic-Fezensac transforma-se durante 3 dias, na Pentecostes, num importante local da tauromaquia: corridas na praça de touros, orquestras e festas nas "penas" (pousadas) apreciadas pelos estrangeiros. França é realmente uma terra de "feria" onde a festa está no seu auge no interior da arena, num ambiente que surpreenderá muita gente, longe de preconceitos. Quem tiver dúvida, que venha comprová-lo!