A gastronomia bretã

A gastronomia bretã

Entre outras muitas coisas, vá a Bretanha para relaxar e sentar-se frente a um magnífico prato de marisco, uma boa crepe com manteiga, uma torta de salsicha, um copo de sidra, um pastel bretão com passas ou um prato típico de sardinhas.

Viaje para a mesa bretãNesta região, mais do que em nenhuma outra, a sucessão de temporadas dá lugar à paisagens e produtos renovados e a cozinha aproveita-se dele: caracoletas de mar, vieiras e outros mariscos são a matéria prima de escolha.Viva como uma fonte de marisco que ainda cheira a mar, saborosa como um prato cozido a fogo lento, a cozinha bretã é natural e cheia de sabor. Pois a cozinha bretã tem duas características, a sensibilidade e a qualidade dos seus produtos, reforçando assim o carácter autêntico da região.

Especialidades regionais: - mariscos, frutos do mar e pescados: Concha Saint-Jacques, Lavagante bretão, os mexilhões à marinheiro, a raia com manteiga...- as carnes: Kig-ha-farz, significa, literalmente, “carne e recheio” e é prato tradicional bretão por excelência. Originário da Baixa Bretanha, concretamente da região de Leon, situada a Oeste de Morlaix e que estende-se até Brest, resulta um prato dos mais completos. Parecido a um cozido, apresenta a originalidade de incluir entre os seus ingredientes farinha de trigo negro. - os legumes: alcachofras, couve-flor... - crepes e galetas: Crepe bretã, Galete bretã, Galete com salsicha... As galetes (a base de farinha de trigo negro) prestam-se à todos os acompanhamentos, pratos salgados (fiambre, queijo, cogumelos…). As crepes costumam ser servidas doces, com um pouco de manteiga salgada derretida, mel ou marmelada, ou acompanhadas com sorvetes. As crepes recheadas de gelado ou banhadas com chocolate jogam com os contrastes de frio e calor.- as sobremesas: flã bretão, pastel bretão, Kouign amann (Este pastel, rico em manteiga salgada, é uma das especialidades gastronómicas mais famosas de Bretanha, pela sua originalidade e sabor. O seu nome, literalmente “pastel de manteiga”, resulta também exótico para os ouvidos não habituados à língua bretã. Toda a arte de elaboração deste pastel reside na qualidade da manteiga utilizada e o tempo de repouso da massa. Como diz o refrão: “faça-o quem quiser, consegue-o quem puder”.. Os queijos regionais:  o emental e a raclette Diferentes tipos de sidra: - l'AOC de Cornouaille, - Label Rouge "Royal Guillevic"

Mais informação: Comité Regional de Turismo de Bretañawww.vacaciones-bretana.com