As tradições culinárias alsacianas

As tradições culinárias alsacianas

Ao aproximar o Natal, em Alsácia, uma suave efervescência invade as cidades e aldeias: a preparação dos doces de Natal começa… de geração em geração transmite-se os segredos das receitas de família. Cheiros irresistíveis escapam das padarias e pastelarias - expressão da subtil aliança dos sabores misturados as farinhas, manteigas, especiarias, frutos secos, citrinos.

As especiariasEm Alsácia, entram na composição de numerosos pratos e doces. Perfumam assim agradavelmente os pequenos bolos de Natal, dão o seu gosto tão típico ao "pain d'épices" (pão feito com mel e especiarias), dão o sabor do vinho quente, e temperam os pratos da mesa de Natal. Algumas são utilizadas para a decoração das casas e difundem seu perfume. As especiarias são inegavelmente as hospedeiras de honra dos sabores do Natal alsaciano: anis, canela, cominho, cravos-da-índia, nozes de moscada. Doces ou salgados, as gulodices alsacianas adaptam-se à maravilha: anisbredele e springerle, lebkuchen, choucroute, baeckeoffe, flammecküeche, spätzle e muitas outras ainda!

Saboreosos "pains d'épices"Os primeiros vestígios conhecidos de fabrico do "pain d'épices" (pão de especiarias) na Europa vêm do período romano. O pain d'épices é cozido em moldes de madeira de nogueira originalmente em forma de pequenos homenzinhos. Fabricado à base de mel e de especiarias, este pequeno bolo açucarado e fofo ganhou uma fama bem merecida junto das crianças. A partir do fim século XVI, as especiarias de Oriente encaminhadas pelo rio Rhin favorecem a confecção do pain d'épices em Alsácia. 

Os frutos secos e citrinosEnriquecem com felicidade a palete de aromas oferecida pelas especiarias e fazem frequentemente parte dos ingredientes incontornáveis na composição dos pequenos bolos de Natal e vêm mesmo decorar a coroa do advento ou o pinheiro.

As laranjas, e as tangerinas em finas rodelas numa taça perto de uma fonte de calor secam difundindo um perfume de ambiente, decorado se desejar de canela ou cravo-da-índia. As rodelas de laranja secadas dão também um toque autêntico ao pinheiro de Natal ou a coroa do Advento. As peras e maçãs em finas rodelas secadas serão igualmente uma maravilha para saborear ou para decorar.

Os limões entram frequentemente na composição dos pequenos bolos de Natal. Pequenas rodelas destas frutas cristalizadas nos pequenos bolos e bolos do Natal alsaciano, dão-lhes um carácter inimitável. As tâmaras, figos, nozes, avelãs e amêndoas são saboreadas ao natural ou utilizados na confeição dos bolos de Natal.

Ganso e Foie gras à honraO ganso e o foie gras têm um lugar especial na mesa de Natal em Alsácia. Diferentes variações à volta destes produtos regionais oferecem sabores sempre requintados nas refeições de festa. O ganso faz parte da paisagem alsaciana, hoje ainda uma quarentena de criadores continua a perpetuar a actividade artesanal.

Em Alsácia, a técnica do foie gras foi introduzida pelos Romanos com a conquista das terras por Jules César em 58 antes de Jésus Cristo. O paté de foie gras foi inventado em 1780 por um chefe alsaciano, Jean-Pierre Clause, cozinheiro marechal de Contades, governador da região.

Permanece uma delicadeza preservada pelos alsacianos por estes momentos festivos. O foie gras degusta-se fresco, ou quente em redor de numerosas variações culinárias: fritado com gewurztraminer, em terrina de riesling, ou ainda em brioche. O ganso é o orgulho da mesa, desde o São Martinho até à ementa de Natal. Enchida de maçãs ou castanhas, assado, com choucroute, acompanha-se de couves frequentemente vermelha. O pescoço do ganso prova-se também, enchido… com foie gras.

Deliciosa Cerveja de NatalNa Idade Média, monges preparavam para as festividades de Natal uma cerveja forte e rica em malte. Em França, a tradição perdeu-se desde há muito tempo. Foi só em 1980 que voltou à ser utilizada, graças à Rina Müller, grande senhora da cerveja na Alsácia. A Cerveja de Natal é frequentemente temperada com especiarias, de cor ruiva, convivial e com cerca de 5 à 6°. Provada numa temperatura ideal de 10-12° para revelar os seus sabores requintados, a cerveja de Natal acompanha à maravilha os pequenos bolos (excluídos os do anis) assim como os pratos salgados como boudin (morcela) negro ou branco.

Os deliciosos biscoitos, Bredele de NatalMuitos biscoitos de Natal alsacianos existe para satisfazer os gulosos, tanto pelos seus sabores como pelas suas formas variadas recortadas em forma de coração, pinheiro, losango, trevo, lua, ou ainda estrela. Antes de ser trincados, são uma verdadeira festa para os olhos!

Na Alsácia, quando o crepúsculo cora no horizonte, diz-se que é o Christkindel que liga o forno para cozer os Bredele…Os mais famosos, os wihnachtsbredle declinam-se de acordo com os ingredientes e o aspecto que quer-se dar-lhes: butterbredele de manteiga, anisbredele redondos e soufflés com anis, shwowebredele de amêndoas e dourados com gema de ovo, spritzbredele pequenos biscoitos com casca de limão, os lebkuchen são pequenas línguas em pain d'épices à esmaltagem acetinada, os leckerli, em forma de losangos, têm eles também um sabor de pain d'épices, o springerle, ou pão de anis, tem um gosto caracterizado e conta entre os primeiros confeccionados na Alsácia.