24 horas no Hotel Lalique no coração dos vinhedos de Sauternes

Quando a Casa Lalique celebra o seu 130º aniversário e o Domaine de Lafaurie-Peyraguey faz 400 anos, esta ocasião oferece uma verdadeira “jóia de hotel” nos vinhedos de Bordeux! Inspirado pela cozinha terroir e pelo requinte da arte cristaleira, este hotel de 5 estrelas excepcional, inaugurado em Junho passado, é uma combinação de quatro elementos: vinho, cristal, gastronomia e hotelaria.
10h: Entrada no mundo de Lalique

Desde o início, quando entramos na recepção, presenciamos a criatividade exuberante de René Lalique. Lustres trabalhadosinspirados nas folhas das vinhas, móveis embutidos de vidros esculpidos, painéis de cristal ... Há mais de um século após a fundação de sua arte cristaleira, a alma deste "poeta do vidro", e mestre da ArtNouveau, inspira as novas criações especialmente elaboradas para a casa de Lalique, da qual é seu terceiro endereço. Inaugurado em Junho de 2018, este hotel 5 estrelas rapidamente se juntou à coleção Relais & Châteaux.

10:15: Nós nos acomodamos em frente às vinhas

No quarto, mergulhamos no coração do conceito do hotel: as vinhas será o nosso refúgio! Através das janelas, o vinhedo se perde no infinito. E, no interior do quarto, encontramos uma decoração de uvas delicadas feitas de cristal, combinadas com o carvalho fosco dos móveis, roupas de cama e banho macias, e uma sala de banho minimalista em qualidade.

11h: Lembranças de René Lalique

Não é todos os dias que temos a honra de nos hospedar em uma propriedade herdada do século XIII! Nela, temos o grande prazer de contemplar sua arquitetura perfeitamente realçada pela renovação. Lá, encontramos uma combinação de estilos: passeamos pelas torres medievais,onde todo o castelo foi reconstruído no século XVII, num espírito Espanhol-bizantino. René Lalique é um adorador desta herança e, também, da decoração oriental.

14h: Um pouco mais de cultura

Relaxamos e nos acomodamos nos sofás confortáveis da biblioteca para uma pausa de leitura. Entre os livros de arte, encontramos notavelmente as obras de René Lalique que falam sobre a história dos vinhos de Sauternes e Bordeaux. Na biblioteca, nossos olhos descansam e apreciam, de tempo em tempo, o quadro cuja elegância é realçada pela beleza dos cristais expostos nas vitrines.

17h: Degustação na capela

A capela do castelo do século XVII pode ser alugada para casamentos. No entanto, é geralmente o local onde se realiza uma degustação aos hóspedes do hotel, que descobrem os sabores licorosos dos vinhos de Sauternes.. Degustamos os vinhos e deliciosos aperitivos entre duas adegas de frente para o altar, cobertas por uma decoração de cristais gravados com emblemas da Maison Lalique.

19h: Vinoteca do Castelo

Com 350.000 garrafas (cuja a mais antiga é do ano de 1895), as quatro adegas da propriedade constituem uma verdadeira lembrança dos vinhos de Bordeaux. Na adega onde garrafas e objetos são expostos como obras de arte, os vinhos doChâteau Lafaurie-Peyraguey 1º Grand Cru Classé de Sauternessão as estrelas exibidas ao lado de outros vinhos de Bordeaux.

20:00: um cenário para saborear

Mesmo antes do jantar, já temos o prazer de admirar a decoração do restaurante. No teto, temos uma decoração com 120 folhas "Champs Elysées" em cristal de brilho dourado que evoca a cor âmbar do vinho de Sauternes; as mesas são enfeitadas com criações de prestígio, pratos de porcelana da marca Fürstenbergsobre toalhas de mesa Christofle ou garrafas rotuladas sob o tema "Femmes et raisins” (“Mulheres e uvas"), e sousplat (fundo-de-prato) com toque da herança Lalique.

20h30: Jantar inspirado na cozinha terroir

Extrato de uva, vinho ou infusões de Sauternesem ervas... O Chef Jerome Schilling faz questão de inovar, criando sabores e elaborações inéditas em seus pratos, sempre inspirados pelos vinhos. Passamos pelas sete etapas do cardápio de Lafaurie-Peyraguey acompanhadas por vinhos da classe Grand Cru de Sauternes, mesclando aromas de combinação perfeita.

9h: O café da manhã com a cor dos vinhedos

No café da manhã, aproveitamos o clima refinado do lugar com os reflexos de cristal e com a luz suave da manhã que ilumina as vinhas. Como sempre, o conceito “vinhedo” é onipresente, mesmo nos tons do tecido de desenho de folhas das poltronas, e piso de cor de solo calcário.