Borgonha: o que fazer, o que ver…

Situada no Centro-Leste de França, a Borgonha é um convite à descoberta, à degustação e à partilha. Poderá escolher entre apanhar uma lufada de ar fresco, descobrir locais classificados pela Unesco, apreciar pratos requintados e percorrer a mais antiga rota de vinhos de França. Ou rever a sua geografia e apurar o paladar. Dizemos-lhe tudo (ou quase).
O QUE VER
  • Dijon, capital dos duques da Borgonha
  • Os Hospices de Beaune
  • Chalon-sur-Saône, cidade de arte e de história
  • As abadias de Cluny e Tournus
  • O palácio dos duques da Borgonha
  • A catedral de Saint-Étienne de Sens
  • A pequena cidade de Chablis
  • A basílica do Sagrado Coração em Paray-le-Monial
  • O estaleiro medieval de Guédelon
  • O priorado da Charité-sur-Loire e a basílica de Vézelay
O QUE FAZER
  • A visita ao castelo de Béru e uma degustação do seu vinho de exceção
  • Percorrer a rota dos vinhos Grands Crus
  • Experimentar o bar de mostarda da mostardaria Fallot
  • Uma escapadela de bicicleta ao longo da via verde
  • Deleitar-se com um prato raro e requintado: a trufa
  • Percorrer 900 anos de história na abadia de Fontenay
  • Conhecer a lenda da coruja de Dijon
  • Fazer amigos na escola de Vinhos da Borgonha em Beaune
  • Um cruzeiro no canal de Nivernais 
  • Fazer uma caminhada nos grandes lagos de Morvan
O QUE PROVAR
  • Os caracóis da Borgonha
  • Um fondue borgonhês
  • O chouriço rosette de Morvan
  • Um bife borgonhês
  • O coq au Vin
  • Os Anis de Flavigny
  • Os queijos (époisses, crottins de Chavignol, etc.)
  • O frango de Bresse
  • Os œufs en meurette
  • Os vinhos da Borgonha (pinot noir, chardonnay, gamay, chablis, côte-de-beaune, etc.)
O QUE RELATAR
  • A mostarda tradicional de Dijon
  • Os négus de Nevers, caramelos macios com interior de chocolate ou café
  • Os óleos de Iguérande
  • Nonnettes de Dijon
  • O pão de especiarias
  • O creme de cassis
  • As trufas

Para mais informações:

Como chegar à Borgonha 

Ir mais
longe