Quai Branly

"Onde as culturas dialogam"

O Museu do Quai Branly, aberto em 2006, tem por vocação acolher todas as artes não ocidentais e torná-las conhecidas do público.
Hoje, o museu expõe nas salas mais de 3 600 objetos provenientes da Oceania, da Ásia, da África e da América. Seus diferentes objetos se encontravam, na sua maioria, no Museu do Homem e no Museu Nacional das Artes da África e da Oceania.

Três unidades compõem o museu : a coleção de instrumentos musicais ; as coleções de História (objetos ligados às descobertas e à história colonial francesa) ; as coleções têxteis, que compreendem mais de 25 000 peças ;ou seja, no total, uma coleção de 267 417 objetos.

O conjunto arquitetónico, concebido por Jean Nouvel, oferece um cenário contemporâneo que, acima de tudo, valoriza as magníficas peças expostas. O arquiteto concebeu um tipo de passarela de vidro comprida apoiada em pilares, na qual uma vegetação suntuosa se espalha.

Este muro vegetal, concebido por Patrick Blanc, é composto por plantas provenientes da China, do Japão, dos Estados Unidos e da Europa Central.

Informações práticas

Acesso aos visitantes deficientes pelo endereço: 206, rue de l'Université

As tarifas indicadas são as das coleções permanentes

paris 

Ir mais
longe