5 hotéis em Paris para uma “Fashion Week” sob medida

O mês de Janeiro em Paris anuncia a efervescência dos desfiles de moda da Fashion Week. E se quisermos viver “a moda” até o final da noite? Podemos escolher entre o estilo Barrocode Christian Lacroix, a elegância francesa do século XVIII sob os olhos de Karl Lagerfeld ou um estilo mais atrevido como a lingerie de Chantal Thomass! Conheça a moda em sua intimidade através dos cinco hotéis assinados por estilistas renomados.
O século XVIII de Karl Lagerfeld

Quem poderia ser a melhor escolha para decorar os grandes apartamentos de Crillon? Graças à renovação do palácio parisiense, Karl Lagerfled, grande conhecedor do século XVIII,desenhou a série de suítes localizadas no segundo andar do hotel. O toque de seu conhecimento reviveuo estilo doArabescatoFantastico, um mármoreraro, branco com traços cinzas,quedecoram as salas de banho, e combinou com torneiras feitas derolagens de dados arquivos de uma fábrica real...Entre ousadia e especialidade, o ícone de elegância atemporal oferece uma reinterpretação fina das artes decorativas do Iluminismo.

Hotel de Crillon (Link externo)

No universo peculiar da Maison Margiela

Na Maison Champs Elysées, chegou o momento onde os segredos da alta costura francesa inicia sua metamorfose criativa para se transformar o casarão em um hotel do século XIX... Um hotel muito especial! Sua decoração haussmaniana, bastante teatral, expressa seus marcos e serve de “pano de fundo” para uma reinterpretação do surrealismo. Os azulejos pretos cabochonssão espalhados como um sopro poético, e as paredes do Cigar Bar são adornadas com madeira ... e, nos aposentos brancos – a cor predileta da casa – as luzes iluminam os traços imaginários de quadros antigos.

La Maison Champs Elysées (Link externo)

Um quarto com estilo audacioso assinado pela estilista Chantal Thomass

Como decorar um hotel de sete andares? Para Chantal Thomass, era óbvio: o tema do hotel Vice-Versaseria os “sete pecados capitais”! A famosacriadora Chantal Thomass, que iniciou a ousadia dos primeiros desfiles de lingerie,foi a escolhida. Temos, assim, o andar da "gula", com tons inspirados em doces,e a "Luxúria", incluindo lâmpadas, cabeceiras de cama e interruptores decorados com renda preta, e os quartos da “Avareza” onde os itens de luxo enganam os nossos olhos.. Chantal Thomass cuidadosamente projetou todos os detalhes a fim de transformar o 'vício' em ‘virtude’, ou, pelo menos, um prazer para os nossos sentidos!

O Hotel Vice-Versa (Link externo)

A volta ao mundo barroco por Christian Lacroix

Seis andares e temos apenas cinco continentes? Não importa, Christian Lacroix inventou um sexto, os poloneses, para decorar o Hotel du Continent. Este conceito resume bem o espírito do Hotel du Continent, que nos convida à uma viagem utópica em seus 25 quartos em seis andares. Os assentos cobertos com veludo em "zebra" traz o espírito Africano, as cortinas impressas com folhas gigantes da Oceâniatrazem o sonho de um continente antigo e nostálgico do século XVIII. O mais teatral dos grandes costureiros franceses desenhou um universo barroco inspirado nas fábulas de longas viagens de exploração do passado.

Hôtel du Continent (Link externo)

Um conto fantástico por Stella Cadente

Seja criando roupas, desenhando jóias ou decorando restaurantes e hotéis, Stella Cadente nunca se afastou de seu fascínio pelos contos fantásticos, como evidenciado pela tela curiosa do Hotel Original. Inspirada por sua vez no Alice no país das maravilhas, Frozen,eDonkey Skin, a designer tem semeado florestas imaginárias e animais, jogo de sombras, luzes e reflexos, em mais 38 quartos com pequenas pedras decorativas que criam umclima cheio de mistério e poesia.

Hotel Original (Link externo)